Dicas de sobrevivência à QUARENTENA

A verdade é que quem sai de casa sai preocupado, e quem fica em casa fica preocupado. Mas não precisa ser assim...


Na psicologia existe um conceito chamado BEM-ESTAR SUBJETIVO, que nada mais é do que como nós entendemos que estamos nos sentindo. Obviamente isso varia ao longo do dia e adividades diferentes contribuem de forma diferente para esse bem estar.


No início de um exercício eu posso dizer "que coisa horrível!" mas depois que me acostumo não é incomum escutar algo como "Coisa boa isso!". O mesmo vale para comer pizza, na primeira fatia posso estar adorando mas na metade da segunda pizza família provavelmente estarei me perguntando se aquela foi uma boa escolha.





Aqui vão três dicas para você manter a sua saúde mental nesse período de quarentena:


1- Exercício Verde


Que o exercício moderado faz bem para saúde é senso comum, mas você sabia que estes benefícios são ainda maiores se você fizer sua atividade física na natureza? Mas não se preocupe, você não vai precisar se embrenhar na mata fechada.


Pesquisas apontam que a grande maioria dos locais verdes (praças com grama e árvores) são capazes de gerar esse efeito benéfico no nosso bem estar. Principalmente aqueles com água presente. Apesar de os benefícios diminuírem conforme a redução do tempo de exercício, mesmo curtos períodos são o suficientes para surtir efeito.


Uma breve caminhada ou passeio de bicicleta na praça perto de casa ou do trabalho pode se mostrar uma grande contribuição no seu bem-estar e saúde mental.







2- Meditação

A meditação vem ganhando maior atenção por parte da psicologia desde 1970 e hoje se tem diversas evidencias em seu papel na redução do estresse e promoção da qualidade de vida. Devido a sua popularidade e praticidade de execução a meditação tem sido utilizada como método auxiliar em terapias para transtornos de ansiedade, depressão, bipolaridade e até mesmo dor crônica.


Mas eu não sei fazer meditação! Não se preocupe, eu já selecionei um vídeo no youtube para você.


3- Contato Social


Ué?! Mas nós não deveríamos justamente evitar o contato social para não espalhar o vírus?


Sim! Com toda certeza, porém relações interpessoais são de extrema importância para o nosso bem estar. O ser humano é um animal social e por isso recebe, compartilha e dissemina emoções positivas ao se relacionar com seus pares. Em contrapartida o isolamento social pode levar a sensações de solidão, tristeza, medo dos outros e baixa autoestima.


Claro que na situação atual não é recomendado tocar, abraçar e beijar pessoas queridas; porém temos recursos como mensagens e áudios de WhatsApp assim como postagens no Facebook e Instagram para nos mantermos conectados. Sem falar daquelas pessoas que moram conosco (essas é permitido beijar e abraçar).


Aproveite este período para entrar em contato com amigos mais distantes, pergunte como foi o dia da sua esposa ou do seu marido, compartilhe videos fofinhos de animais, tente contribuir de forma positiva para essas relações. Mesmo que pareça estranho de início você estará fazendo um bem para si mesmo e para o outro.






Agora você já sabe:

Para se sentir melhor nesse período de quarentena faça um exercício verde, tire uns minutinhos para meditação e aproveite para ter bons momentos, seja presencial ou virtual, com aqueles são queridos por você.


2 comentários

©2018 by Léo Strack - Terapia a Domicílio. Proudly created with Wix.com